9 de abril de 2015

Usinas passando dificuldades

A atividade produtiva da cana-de-açúcar em Pernambuco é secular. Começou no Brasil Colônia e se expandiu até a década de 90, quando parte das 40 usinas do parque industrial, que chegou a empregar 350 mil canavieiras no campo, teve de encerrar as atividades. Derrubando a participação sucroalcooleira do Estado de 10% para apenas 3% na produção nacional de cana-de-açúcar. Atualmente, por causa de má administração no setor, dificuldades econômicas e de natureza climatológica, os usineiros, os fornecedores e os canavieiros passam vexames. A seca, a pior dos últimos 30 anos, e o baixo preço do açúcar no mercado internacional, só pioram a situação. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE