2 de maio de 2015

Mas era só o que faltava

As empreiteiras andam criticando o Exército, que vem assumindo diversas obras federais pelo País. Segundo o presidente da Associação Nacional das Empresas Obras Rodoviárias, poucas construtoras têm, hoje, uma carteira de projetos tão extensa como do Exército. Ainda bem, não fosse a corporação, a situação da transposição, por exemplo, seria ainda pior. Segundo o porta-voz do Exército, algumas das obras assumidas pelos militares eram consideradas prioritárias e apresentavam problemas para serem feitas pela iniciativa privada. No caso da transposição, os trechos que ficaram sob a responsabilidade do Exército estão quase prontos, o mesmo não ocorre com a parte das privadas. Foto: Firmino Caetano Junior. Jamille Coelho. Jornalista