18 de maio de 2015

Que fim levou os carros fumacê?

A dengue virou epidemia e as autoridades brasileiras parecem não se importar com essa grave problema. O número de casos registrados em 2015 é 240% maior que o registrado no mesmo período do ano passado e daí as emergências estão lotadas de pacientes. Este ano, muitas pessoas já morreram . Em 2014, foram 102 vítimas. O lixo é um grande criadouro da dengue . Imaginemos, então, o trágico efeito de milhares de recipientes jogados indiscriminadamente nas ruas, terrenos baldios, quintais, rios, margens de córregos e canais. São registrados casos de criadouros do mosquito até em folhas de plantas caídas e expostas que acumulam pequenas poças de água a chuva. Lembro-me de quando a Secretaria de Saúde utilizava o fumacê e a situação era menos complicada. Afinal, quais os motivos da ausência dos carros de  fumacê e por quê não colocá-los de volta às ruas? Foto: Divulgação. José Ferreira Mulatinho. Recife/PE