17 de maio de 2015

Judiciário não aceita procuração

Estive dia 15.05.2015 no Juizados Especiais do Recife, que fica na Avenida General Mascarenhas de Moraes, bairro da Imbiribeira, para dá queixa contra a operadora de telefonia Oi, uma vez que estava sem telefone fixo e sem acesso à Internet, desde o último dia 30 de abril de 20015. Ao chegar na recepção foi informado que funcionários estavam em estado de greve. Mas mesmo assim me atenderam e procuram saber do que se tratava. Quando informei que o telefone em questão estava no nome da minha esposa, mas que tinha uma procuração para representá-la, fui informado que lá no juizados Especiais não se aceita procuração, pois o registro da queixa só pode ser realizada por ela. Fico a perguntar: Porque só no juizados a procuração é rejeitada? Afinal, para que serve então uma procuração? Um absurdo sem procedente ou será que estou errado? Foto: Firmino Caetano Junior. Recife/PE