19 de junho de 2015

Devendo aos bancos, até os olhos da cara

O brasileiro foi levado para a beira do abismo pela fortíssima onda de incentivo ao consumismo. Comprou além da conta e se atolou e como se atou. Como não contava com a acelerada inflacionária, com a disparada das taxas de juros, com as demissões em massa e a repentina queda da renda, a classe média entrou pelo cano como sempre acontece. Como está sem condições de liquidar as dívidas com os bancos, contraídas via empréstimos e financiamentos, quitar o débito do cartão de crédito, tem 14,8 milhões de nordestinos devendo até os olhos da cara. Já na porta da inadimplência, beirando o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). E agora o que fazer? Como sair desta enrascada? Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan/Olinda/PE.