24 de setembro de 2013

Educação em Pernambuco sucateada

Com um PIB invejável de R$ 9.1 bilhão, ficando atrás apenas da cidade do Recife, o município de Ipojuca é um exemplar no quesito crescimento econômico. Porém, a Escola Jarbas Passarinho no distrito de Camela, é um atestado claro da falta de compromisso do governo com a educação municipal. Sem bancas para acomodar devidamente os alunos estes, precisam recorrer ao depósito de sucata da escola, ou utilizar cadeiras de plástico e outros improvisos para poder assistirem às aulas. De acordo com a direção da escola, vários ofícios foram enviados à prefeitura que, não tem mostrado esforço algum no sentido de resolver a questão. Vale lembrar que, é para esses municípios descompromissados com a educação que o governo Eduardo Campos está "empurrando com a barriga" o Ensino Fundamental da rede e pelo visto o que já é ruim, vai ficar pior ainda. Danado, que apesar de tudo a meta do governador do estado e ser presidente do país. Como irá conseguir ganhar a simpatia do eleitoral desse jeito? Como quer ser presidente se não está nem aí para educação do povo? Onde vamos parar desse jeito? Quem irá votar nele? Alunos? Professores? Associados do plano de saúde do estado Sassepe? Quem finalmente? Foto: Albênia Silva. Camaragibe/PE
Secretaria de Educação de Ipojuca responde: A Escola Municipal Ministro Jarbas Passarinho, possui carteiras escolares em perfeitas condições para acomodação dos alunos e de forma alguma está sucateada. Essas carteiras foram removidas imediatamente após a solicitação da direção da Escola Ministro Jarbas Passarinho, em Camela. Reforçamos que a Jarbas Passarinho já passou por diversas melhorias durante o ano, foi totalmente revitalizada e, a pedido do prefeito Carlos Santana, terá todas as salas de aula climatizadas, a exemplo das demais unidades da rede municipal de ensino. Margareth Zaponi. Secretaria de Educação de Ipojuca