15 de setembro de 2013

Tornozeleiras Eletrônicas

Pernambuco vai adotar o uso de tornozeleiras eletrônicas para monitorar o cumprimento das medidas protetivas de urgência por parte dos homens agressores de mulheres enquadrados na Lei Maria da Penha. Inicialmente, serão acompanhados cinquenta casos. A iniciativa será anunciada no dia 23, pelo Governador Eduardo Campos, durante lançamento do Programa Justiça para Mulheres: Agora e Sempre, que prevê uma série de ações estratégicas para o enfrentamento da violência de gênero no Estado. O dispositivo é semelhante a um relógio de pulso que fica preso à perna do agressor. O aparelho determina o campo de exclusão que, no caso de Pernambuco, é de 500 metros de distância, evitando  aproximação da mulher, que carrega um outro dispositivo na bolsa. Caso ocorra uma aproximação indevida, os dois aparelhos emitem um sinal, também replicado na central de monitoramento que aciona a polícia. O tempo de uso do dispositivo vai depender da sanção a ser proferida pela justiça. Para a secretária Cristina Buarque é uma maneira de monitorar o cumprimento das medidas protetivas e salvar a vida de muitas mulheres. Foto/Fonte: Assessoria de Imprensa da Secretaria da Mulher