20 de outubro de 2013

Ainda existem dúvidas quanto aos culpados da morte do procurador em Pernambuco?

Tem alguma coisa estranha acontecendo nos bastidores das investigações que envolvem o assassinato do promotor da cidade de Itaíba, localizada na Região Agreste de Pernambuco. Afinal, para um crime que aparentemente já estava esclarecido, inclusive com a Secretaria de Defesa Social divulgando declarações quanto prisão do autor dos disparos, e identificando formalmente o mandante do crime, ainda existem muitas atividades investigativas e/ou policiais em andamento. Um ponto que chama a atenção é a postura da noiva da vitima, que em um período de poucos dias já foi convocada à prestar esclarecimentos em três vezes, sendo que em cada uma delas parece estar ainda mais assustada, inclusive deixando transparecer, de forma inexplicável, um comportamento típico de quem tem "culpa no cartório", ao fazer verdadeiras “ginásticas corporais”, no afã de esconder o rosto das câmeras fotográficas. Huuummm! Tomara que o futuro não traga surpresas desagradáveis... Foto: Firmino Caetano Junior. Júlio Ferreira. Recife/PE