23 de outubro de 2013

Um barco chamado "Brasil"

Há muito deixei de dar atenção às declarações da sra. “Presidenta” para não mais me envergonhar. Ela consegue superar seu antecessor na total boçalidade. É a ignorância que pulula neste país de bananeiras, planta que prolifera no solo sem precisar ser semeada. Que cada um analise a “profundidade” de sua declaração pública, na cidade de Porto Alegre, recebida de um amigo, cujo texto por si se define: “Talvez, das obras, entre as obras complexas que estão em andamento no Brasil, o metrô tenha grande complexidade porque ele está sendo feito sobre uma cidade construída. É esse o problema: tem uma cidade e você vai fazer o metrô em cima dessa cidade”. Esperar o quê de uma pretensa “comandanta” que conduz um barco gigantesco, sem bússola e sem motor de popa, num mar revolto? É o naufrágio certo, mas mesmo assim, persistem em que ela permaneça no lugar. Pobre barco chamado Brasil! Foto: Reprodução tv. João Roberto Gullino. Petrópolis/RJ