1 de novembro de 2013

Isonomia para servidores temporários

O deputado Daniel Coelho atendendo a um pleito de servidores contratados por tempo determinado da Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo, contratados a partir de 2009, que lutam pela isonomia salarial em relação aos contratados na Seleção Pública Simplificada realizada este ano, foi à tribuna em favor dessses empregados. De acordo com os servidores mais antigos, há uma grande diferença salarial entre os contratados mais recentes, para executarem exatamente a mesma função e, isso não se dá apenas na Secretaria de Trabalho, mas também em relação a algumas outras pastas. Tem profissionais trabalham na mesma secretaria, exercendo a mesma função, também com contratos temporários e tem diferenças no salário. O que a gente pede é apenas isonomia, disse o parlamentar. Um advogado contratado pela seleção mais recente possui uma remuneração de R$ 3 mil, enquanto o que foi contratado em seleções anteriores recebe R$ 1.675,50. Em outro exemplo, o psicólogo contratado pela seleção recente possui uma remuneração de R$ 2 mil, enquanto o contratado pela seleção anterior recebe R$ 1.675,50 e, isso precisa ser corrigido, finalizou Daniel Coelho. Foto: Paulo Augusto