23 de janeiro de 2014

Cofres públicos lesado causando prejuízo para Previdência Social

Uma quadrilha especializada em crimes contra a previdência social que vinha agindo no estado de Pernambuco desde 2007 foi desarticulada pela Polícia Federal, durante operação denomina com o nome de Aquário. Foram descobertas 135 benefícios falsificados, que já somam um prejuízo de R$ 2,486 milhões aos cofres públicos. 100 policiais (foto) federais cumpriram 12 mandatos de busca e apreensão e 19 mandatos de condução coercitiva na cidade de Olinda e no Recife. Segundo as investigações, dois servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estariam envolvidos nos crimes. Como um deles já faleceu o outro está sendo procurado pela polícia. A quadrilha falsificava carteira de identidade, CPFs e idosos eram induzidos a participar da fraude e receber os benefícios de Amparo Social ao idoso e do Amparo Social à Pessoa Portadora de Deficiência indevidamente. Vão responderem por corrupção passiva, uso de documentos falsos, estelionato, associação criminosa e peculato, segundo o chefe de Comunicação Social da Polícia Federal de Pernambuco, Giovani Santoro. Foto: Cortesia