24 de abril de 2014

No Recife ainda há muito o que ser feito

O Recife é a capital do Nordeste que mais tem voos regulares para o exterior. Mas nem todo mundo que desembarcar aqui, cerca de 91 mil pessoas/mês, costuma ficar. Muitos seguem para outros estados como Ceará (75 mil) e Bahia (124 mil). Em 2013, o fluxo global de turistas no Recife chegou a 5 milhões. O total de passageiros internacionais somou 3,3 milhões. Só Salvador recebeu 3,9 milhões. Por perder para os estados vizinhos, Pernambuco sequer aparece na pesquisa realizada pela TripAdvisor sobre o melhor destino do País para os gringos. São Paulo ganhou o primeiro lugar, Salvador aparece na decima primeira posição e Fortaleza em Decima sétima. É hora de perceber que promover o destino não se resume a panfletar em feiras e levar a parte superficial da cultura que temos. Antes de fazer propaganda, é preciso cuidar nais das praias, dos acessos, reduzir as diárias de hotéis, melhorar os atendimentos em bares e restaurantes e outras coisas. Sem isso, não adianta tender um produto mal acabado. Foto: Firmino Caetano Junior. Jamille Coelho. Editora de Economia do Jornal Folha de Pernambuco.