7 de junho de 2014

Brasília, Bolsa Família e Narcovarejo

Conversando com um morador da periferia do Distrito Federal, pessoa humilde e trabalhadora, fiquei mais preocupado ainda com as políticas do Partido dos Trabalhadores. Segundo ele narrou, na área em que reside com a família, outros grupos de moradores, "felizes recebedores de Bolsas Famílias", enquanto ele sai diariamente para ganhar pouco mais de R$ 800,00 por mês,  passam o dia vendendo crack e outras drogas adquiridas com os recursos provenientes do benefício. Talvez seja isso que a presidente chama da abrir um negócio e sustentar a família. Nada como a oportunidade de investir em um bom negócio, como faz o PT e seus comparsas, com dinheiro público. Segundo ele, nos finais de semana, ao acessar sua casa, é atingido por pilhérias e ofensas, como otário e "trouxa", por trabalhar por tão pouco enquanto é possível melhorar de vida com o auxílio do governo. Se isso ocorre na capital de república, o que não acontecerá em locais mais distantes desse imenso país. Foto Luiz Solano. Ricardo Galhardo. Brasília/DF