6 de junho de 2014

Desperdício de água, enquanto milhares morrem de sede

Na entrada da Avenida do Forte, cruzamento com Avenida Caxangá, no Bairro do Cordeiro, um cano de água se encontra furado e jorrando água sem parar sobre a pista por onde passar centenas de carros todos os dias. Com o peso dos veículos a tendência é as coisas piorar mais ainda. O gasto de água já dura pelo menos uns três dia e segundo pessoas que moram perto do local, o que foi já foi desperdiçado de água até agora, daria para ter enchido uma barragem de pequeno porte ou mesmo ter matado a sede de dezenas de irmãos nossos do sertão do nordeste. Para que os técnicos da Compesa localizem logo este vazamento, o cano estourado fica ao lado a uma concessionária de motos (Ricaom Motos). É preciso que a Companhia Pernambucana de Saneamento que sempre atende os nossos apelos, mande seus técnicos até o local para corrigir o vazamento, pois faz pena tanta água sendo jogada fora, e saber que neste momento tem centenas de pessoas morrendo de sede por este mundo afora. O que será feito? Foto: Firmino Caetano Junior. Recife/PE