13 de setembro de 2014

Ministros querem aumento, enquanto aposentados pelo INSS, morrem à míngua

Com surpresa relativa tomo conhecimento através da mídia que o ministro Lewandowsky, ao assumir a presidência do Superior Tribunal Federa teve a “suprema” preocupação em clamar por reajuste de salários para sua classe. Um pronunciamento infeliz, num momento inadequado pois um servidor de Estado de sua categoria, como inúmeros privilegiados, usufruem de totais mordomias como moradia, alimentação, transporte, saúde e todo o necessário para sua manutenção e de sua família, cujos salários vão limpos para a conta bancária de cada um – chega a ser um deboche, um escárnio, um individualismo sem limites diante dum povo massacrado, principalmente, os desgraçados aposentados do INSS que sucumbem à míngua por falta de recursos, à mercê de uma justiça inexistente. Assim, que imparcialidade se poderá esperar de um juiz supremo de tal envergadura cuja visão só alcança o próprio umbigo? Foto: Firmino Caetano Junior. João Roberto Gullino. Petrópolis. Rio de Janeiro/RJ