14 de setembro de 2014

Simulação do transporte de pacientes contaminados por ebola

Uma atividade conjunta entre órgãos das Secretarias Municipal e Estadual de Saúde simulou, na tarde do dia 11, o desembarque e acesso de um paciente contaminado pelo ebola. O simulado foi realizado na emergência de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, bairro de Santo Amaro, no Recife. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde e da Vigilância Sanitária, da Secretaria de Saúde do Recife, participaram do treinamento. É através de uma Unidade de Suporte Avançado do Samu, que o paciente contaminado deverá ser levado ao Hospital Oswaldo Cruz, referência no Estado no atendimento doença. Os profissionais responsáveis pelo transporte deverão estar protegidos com Equipamentos de Proteção Individual que inclui luvas, máscaras, óculos de proteção, aventais e botas. “A roupa especial é toda vedada, para evitar contato com qualquer tipo de secreção da vítima”, explicou o coordenador geral do Samu, Leonardo Gomes. Ao fim do atendimento, as roupas serão incineradas, e os equipamentos desinfetados com hipoclorito a 1%. Foto: Inaldo Lins. Fonte: Secretaria de Saúde da Prefeitura da cidade do Recife.