21 de outubro de 2014

Idosos endividados nos bancos

Os idosos foram na onda das propagandas políticas e se lascaram em dívidas. Estimulados pelas chamadas apelativas visando acelerar o consumo, que estava baixo, os idosos se excederam nas compras. Ultrapassaram o limite da capacidade de crédito, no cartão, no cheque especial e nos empréstimos consignados para a renovação dos móveis de casa. Hoje, passada a ressaca de consumo, muitos lamentam a intranquilidade financeira e as noites em claro por causa da negativação do nome no SPC.  A estatística é tristonha e mais de 65% das pessoas acima de 60 anos estão inadimplentes, em função das altas despesas, principalmente com remédios e planos de saúde. Em razão da inflação incontrolável, a renda diminui. Os aposentados e pensionistas que ganham acima do salário mínimo recebem aumento abaixo das expectativas. O pior de tudo é que muitos endividados se atolaram porque fizeram empréstimos nos bancos somente para ajudar parentes. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE