3 de novembro de 2014

Cartões de crédito e os juros exorbitantes

O brasileiro adora exibir variedade de cartões de crédito na carteira com elevados limites de compra. Mais como a maioria dos cartões tem anuidade que custa caro, na hora de pagar o boleto com a cobrança da taxa de anuidade, a porca torce o rabo.  Segundo especialistas, existem vertentes para ter o cartão de crédito, sem problemas. Usar sem esnobação, com cautela e de preferindo possuir aqueles que não cobram taxas anuais pelo uso. Apesar de projeto aprovado sem ainda está em vigorar, prevalece a Portaria número 118/94 do Ministério da Fazenda proibindo a cobrança de preços diferenciados na compra pelo cartão. A portaria tomou por base a tese de que, embora compras feitas via cartão, toda compra a prazo pelo cartão tem o pagamento à vista. Quem tem cartão de crédito todo cuidado é pouco. A prudência evita tornar-se um consumidor compulsivo. Todavia, quem tiver cartões de crédito de várias bandeiras é preferível concentrar as compras apenas num único cartão. Assim, facilita controlar os gastos, permite pagar a fatura sempre pelo valor integral, fugindo da armadilha do rotativo para evitar os juros altíssimos. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE