24 de agosto de 2014

A crise hídrica de São Paulo e estão culpando São Pedro

O que acontece atualmente com relação ao desabastecimento de água em São Paulo se enquadra na retórica de que uma mentira repetida muitas vezes acaba virando verdade. O governo paulista insiste em negar que se as obras necessárias tivessem sido realizadas poderia ser menos dramática a atual situação. E insiste ainda em responsabilizar São Pedro pelo caos evidente. Os gestores públicos também negam que existe racionamento, afirmando que o abastecimento de água está garantido até março de 2015. A gravidade da crise hídrica atinge não apenas a região metropolitana da capital, mas atinge todo o Estado mais rico da União. Está sendo afetada no estado um total de 27,7 milhões de pessoas. O governo paulista tem se mostrado irresponsável, incompetente e medíocre para resolver a questão.Chega de hipocrisia, chega de culpar São Pedro que não pode se defender. Foto: Divulgação. Heitor Scalambrini Costa. Recife/PE