21 de abril de 2015

Atenção prefeito: pague o que deve aos artistas

É desprezível o tratamento do poder público com os artistas do Estado. Com os de fora o tratamento é Vip e o valor de contrato cai na conta das atrações antes, bem antes mesmo, do evento. Mais uma vez, como em todos os anos, o atraso no pagamento dos cachês dos músicos pernambucanos que toparam tocar no Carnaval do Recife se repete. E o pior, passados quase dois meses da Folia de Momo, não há sequer uma previsão da Prefeitura do Recife para pagar as quase duas mil atrações. O Sindicato dos Músicos Profissionais do Estado de Pernambuco (Sindimupe) estima que o montante da dívida chegue a R$ 35 milhões. No ano passado, foram quase R$ 33 milhões, que só começou a ser pago em abril, mas muitos receberam de junho em diante. O que demonstra a total falta de respeito com os artistas da casa. Prefeito Geraldo Julio, trate de honrar seus compromissos. Até porque trata-se uma promessa de campanha. Foto: Firmino Caetano Junior. Jamille Coelho. Jornalista