20 de julho de 2014

GVT desrespeita assinantes

O fracasso do Brasil na Copa do Mundo, além da falta de padrão de jogo, mostrou outras fragilidades em vários setores do país. A precariedade de infraestrutura de tecnologia do setor de comunicação é um fato, um fator de atraso nas comunicações brasileiras a apoquentar a clientela de tv por assinatura e de conexão com a internet. A GVT, super burocrática, causa muitos transtornos ao público. Tem deficiências no fornecimento de sinal de computador e de tv fechada. O sinal cai demais. No dia 18 do corrente mês, a GVT saiu do ar outra vez. A queda de sinal aconteceu durante a madrugada e só retornou depois das dezoito horas. Foram mais de doze horas de desencontros de informações. Nuns telefonemas alegavam acidente nos equipamentos, em reparos. Noutros diziam a rede estar em manutenção. O certo é que a GVT esteve fora do ar por mais de doze horas seguidas, sem prestar sequer uma informação correta sobre o acontecido, obrigando os assinantes, pacientemente, a aguardar o restabelecimento dos sinais para poder, enfim, ver televisão paga ou conectar-se com a internet. Cadê a fiscalização do governo. Existe? Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE
PROCON RESPONDE: Convidamos a comparecer a este Órgão, situado à Rua Floriano Peixoto, 141, São José, CEP: 50020-060 ( em frente á Casa da Cultura, no antigo Edifício do Hotel 04 de Outubro), ou outro mais próximo de sua residência, munido de cópias e originais dos documentos pessoais e comprovante de residência, além da documentação relativa ao assunto a ser tratado, onde serão analisado o assunto, bem como adotadas as providências necessárias à solução do problema. Lembramos o horário de atendimento do Procon/PE é das 08:00 ás 13:00 (Segunda a Sexta). Ou pelo Call Center: Fone 0800. 282.1512, Horário: Segunda à Sexta: 08:00 às 12:00h. Pedro Resende Junior