11 de fevereiro de 2015

Anatel exige que Oi mantenha orelhões

Com a popularização da telefonia celular, sobretudo, nas grandes cidades, os Telefone e Uso Público, conhecidos como "orelhões", passaram a ocupar um papel secundário para os usuários do sistema. No entanto, a Lei Geral de Telecomunicações garante à todos os brasileiros o acesso ao serviço. A fim de assegurar o cumprimento da legislação, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou que, no caso de Pernambuco, a Oi mantenha pelo menos 90% de orelhões instalados. Nas localidades atendidas somente por acesso coletivo o mínimo imposto é de 95%. A decisão deve ser cumprida até o dia 31 de março, caso contrário, a Oi poderá pagar multa diária que varia de R$ 50 mil a R$ 10 milhões. Por outro lado, o órgão regulador oferece como opção à empresa a possibilidade de conceder chamadas gratuitas originadas a partir dos orelhões. Kleber Nunes. Jornalista. Recife/PE